Noções Básicas do Cigarro Electrónico
O que é o cigarro electrónico e qual é o seu propósito?

O cigarro electrónico é um mecanismo desenvolvido com intuito de simular o cigarro e o ato de fumar.

Este mecanismo produz vapor inalável podendo servir como alternativa ao fumador, pois, além de satisfazer a necessidade de nicotina, também proporciona sabor e sensação física semelhante ao fumo inalado, embora não haja tabaco, combustão ou fumo real.

Do que é composto e como funciona o cigarro electrónico?

Composição:

  • Bateria mais ou menos de 650 mAh a 2600 mAh, para se ajustar ao tipo de fumador.
  • Atomizador, resistência que é ativada quando pressiona o botão da bateria ou automáticamente assim inspira dependendo do modelo.
  • Cartucho(ou “tanque”), contém o reservatório de e-líquido (aromatizado com ou sem nicotina).

Modo de funcionamento:

A bateria envia um impulso elétrico para o atomizador o que vai fazer com que este aqueça. Quando o atomizador é aquecido, o e-líquido no cartucho irá evaporar, como vapor vulgar. A expiração, misturada com o ar do e-líquido dão a impressão visual do fumo real produzido por um cigarro. Este vapor é inalado, a uma temperatura entre 50 e 60 ° C (semelhante a um cigarro convencional).

O Cigarro Electrónico é capaz de satisfazer o desejo de fumar na mesma forma que um cigarro normal?

Sim, depende essencialmente da quantidade de nicotina usada nos e-líquidos, apesar de inconscientemente podermos sentir algum desconforto devido às milhares de substâncias prejudicais à saúde que estava habituado a inalar.

Dando algum tempo para acostumar-se e escolhendo o nível de nicotina mais adequado para si, irá satisfazer totalmente o desejo de fumar como se fosse um cigarro normal.

O que é o e-líquido?

As substâncias que compõem a grande parte do e-líquido (propileno glicol e glicerina vegetal) são nada mais, nada menos que compostos orgânicos geralmente de sabor um pouco adocicado, inodoros, incolores, transparentes e viscosos usados na medicina e na higiene pessoal como hidratantes e lubrificantes (possuem propriedades bactericidas e antivirais), ou como solvente nos produtos alimentícios.

A que se deve o vapor criado pelo cigarro electrónico?

O denso vapor criado pelo cigarro electrónico apenas contém os componentes do e-líquido, que são principalmente propileno glicol e glicerina. Normalmente, o e-líquido também contém água, no entanto e caso a tenha, apenas contribui na constituição do e-líquido com uma percentagem muito pequena.

Os flavorizantes, água, álcool (componentes em menor quantidade) dão o sabor e o aroma aos e-líquidos.

A nicotina é cancerígena?

Apesar de ser altamente viciante, não há estudos que comprovem que a nicotina é cancerígena.  De qualquer forma recomenda-se que aqueles que têm uma sensibilidade demonstrada à nicotina, que se encontrem em gravidez ou amamentando ou tenham doenças cardíacas instáveis, devam discutir o uso de qualquer e-líquido com o seu médico antes de usar.

O cigarro electrónico é uma alternativa mais barata do que fumar?

O benefício económico gerado pelo cigarro electrónico não é sentido logo após o ato da compra, no entanto ao fim de sensivelmente 2 meses a sua carteira irá notar, para que isso aconteça aconselhamos uma escolha adequada ao seu nível de fumador, uma boa informação prévia, e o feedback de utilizadores mais experientes neste campo.

Vaporizar é mais seguro que fumar?

Esperamos uma enorme redução dos prejuízos para a nossa saúde pois para além de deixar de inalar mais de 400.000 substâncias prejudiciais à saúde o teor de nicotina que um e-líquido contém é substancialmente reduzido comparativamente aos restantes componentes (propileno glicol e glicerina vegetal) e ao cigarro convencional.

Descobre nossos produtos